JESUS CRISTO VERDADEIRO DEUS E A VIDA ETERNA!

Mostrando postagens com marcador ibitinga. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ibitinga. Mostrar todas as postagens

A Múltipla Gloria de Cristo


A Múltipla Gloria de Cristo

“...Eu, João, irmão vosso e companheiro na tribulação, no reino e na perseverança, em Jesus, achei-me na ilha chamada Patmos, por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus; Achei-me em espírito, no dia do Senhor, e ouvi, por detrás de mim, grande voz, como de trombeta, dizendo: O que vês escreve em livro e manda às sete igrejas: Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodicéia; Voltei-me para ver quem falava comigo e, voltado, vi sete candeeiros de ouro e, no meio dos candeeiros, um semelhante a filho de homem, com vestes talares e cingido, à altura do peito, com uma cinta de ouro; A sua cabeça e cabelos eram brancos como alva lã, como neve; os olhos, como chama de fogo; os pés, semelhantes ao bronze polido, como que refinado numa fornalha; a voz, como voz de muitas águas; Tinha na mão direita sete estrelas, e da boca saía-lhe uma afiada espada de dois gumes. O seu rosto brilhava como o sol na sua força; Quando o vi, caí a seus pés como morto. Porém ele pôs sobre mim a mão direita, dizendo: Não temas; eu sou o primeiro e o último e aquele que vive; estive morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos e tenho as chaves da morte e do inferno; Escreve, pois, as coisas que viste, e as que são, e as que hão de acontecer depois destas. (Ap. 1:9-19 ARA)

Patmos, um exílio para a morte, seu nome quer dizer “MORTAL”, uma viagem mortal, era esta viagem que este santo apostolo havia feito, pela pressão dos romanos, uma pequena ilha rochosa de 29 Km. de perímetro no mar Egeu, por causa do seu aspecto triste serviu de lugar para detenção de criminosos, João foi ordenado a ficar ali pelo Imperador Domiciano.
João: Seu nome significa favor de Deus, um servo de Deus, condenado a morte por ser fiel a Deus. Teve uma morte natural, ainda que fora colocado num tacho de azeite fervente de onde saiu ileso, e ainda que havia sido mandado para Patmos e nada lhe aconteceu, quando Nerva assumiu o poder entre 95-96dC. Concedeu-lhe anistia, voltando – se para Éfeso onde residiu até sua morte natural provavelmente com 100 anos. 
Estava ilhado em Patmos quando tudo lhe aconteceu:

1 – Ouviu: Uma voz, a mesma voz de salvação para o mundo hoje, é o clamor e a adoração da Igreja de Deus (Hb.13:15).
2 – Virei-me para ver: Nós precisamos chegar neste ponto, e ver as coisas celestiais, sempre conhecemos, ouvimos falar, de Jesus com um olhar manso, passos leves, toque suave, e a cruz nos mostra Ele sendo um sofredor, mais agora João vê:
·         Sete castiçais de ouro: A Igreja
·         No meio dos sete castiçais: Jesus
·         Vestes compridas: igual do Sumo sacerdote mostrando-nos que Cristo é o nosso Sumo Sacerdote (Hb.4:14-15; Ap.19:16).
·         Cingido pelo peito: Sua alta dignidade, os homens da alta magistratura, vestem-se com suas Togas pelos ombros, os trabalhadores comuns pela cintura, Ele sendo o Rei dos reis, e o Senhor dos senhores pelo peito (Lc.12:35).
·         Cabelo branco: Sabedoria que um homem velho tem, embora Jesus não era uma ancião, temos que entender que é um assunto espiritual, porque Ele é eterno, tem a beleza de um ancião, pela sua conduta Ele é o ancião de dias (Dn.7:9) sabedoria e Inteligência.
·         Olhos como chama de fogo: simboliza a “Todo-videncia” , compenetração e também furor (ap.6:16-17), para os que desprezam o amor de Deus.
·         Pés de Bronze: Justiça (Ap.19:15).
·         Voz como de Trombetas: poder da voz do Senhor com a qual despertará os mortos (Jô.5:28-29), voz que pronunciará o veredicto final (Mt.25:41-46).
·         Sete estrelas: São anjos representantes, sofrem uma grande ameaça de vida, por isso o Senhor os tem em lugar seguro
·         Espada de dois fios: Símbolo de autoridade executada (Rm.13:4) o fato que saia da boca mostra-nos que é espiritual é a palavra de Deus (Hb.4:12), a qual julgará e castigará os incrédulos (Jô.12:48).
·         Rosto como o Sol: Simboliza a Glória de Deus (Ml.4:12), o que representa o Sol para a natureza assim é Cristo para nossa vida espiritual, sem sol não há vida, sem Cristo não há vida.



Quando João viu caiu como morto, e Jesus lhe disse: “NÃO TEMAS”.


Pr.Dr. Wagner Teruel
Phd.Db.Dee.Mth.Mcr.Thb\Lic



ATENÇÃO PESSOAL!!!
DÁ UMA FORCINHA
AI PARA NOSSOS BLOGS OK ACESSEM E COMENTEM E DIVULGUEM OBRIGADO
SIGAM O PR. TERUEL, NO TWITTER @prteruel

Deus os abençoe ricamente !!!

"Ceia do Senhor - Lava pés"


CEIA DO SENHORA ceia do senhor que toda Igreja participa, tem como componentes: "PÃO E VINHO". É por ordenança do Senhor, com pão ázimo (sem fermento); jamais com pão levedado (de padaria), pois tal pão fermentado nunca foi usado pêlos judeus na celebração da páscoa. (Êxodo 23:18 - Lv. 23.6-11 - II Cr. 35.17). Não oferecerás o sangue do meu sacrifício com pão levedado... (fermentado).Ml. 1.6-7: “O filho honrará o pai. e o servo ao seu senhor; e se eu sou Pai, onde está a minha honra? E. se eu sou Senhor, onde está o meu temor? Diz o Senhor dos Exércitos a vós. ó sacerdotes, que desprezais o meu nome c dissestes: Em que desprezamos nós o teu nome? Ofereceis sobre o meu altar pão imundo, e dizeis: em que te havemos profanado? Nisto que dizeis: A mesa do Senhor é desprezível”.I Co. 5.6-8: “Não é boa vossa jactância, (vangloria). Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda massa? Alimpai-vos pois do fermento velho para que sejais uma nova massa, assim estais sem fermento. Porque Cristo, "Nossa Páscoa", foi sacrificado por nós. Pelo que façamos festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da maldade e da malícia. mas com os asmos da sinceridade e da verdade”
Jesus mandou seus discípulos prepararem o pão da ceia, não mandou comprá-lo. O pão da padaria é útil para nossa alimentação, mas para comparar com o corpo de Cristo, é imundo, preparado por mãos imundas (fumantes, etc.), de pessoas ímpias, e ainda fermentado! (II Cr. 35.17; Ed. 6.22;Mt. 26.17; Lc. 22.1-8).Quanto mais obediência, mais bênçãos receberemos. Deus dá graça aos humildes, mas resiste aos soberbos.



O LAVA PÉS
O texto básico se encontra em Jo. 13.1-17.Praticado pelo Senhor Jesus Cristo e ordenado por ele. "Ora se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que. como eu vos fiz, façais vós também".Na ceia do Senhor há uma condenação para o que come e bebe indignamente, mas há uma bem-aventurança no lava pés para os que o praticam. 
Muitos rejeitam este mandamento, outros o criticam. Pedro também recusou, mas o Senhor disse-lhe: "Se eu não te lavar não tens parte comigo". Quando Pedro viu que era para ter parte com Ele, acrescentou: "...Não só os pés, mas as mãos, cabeça...".Uma prova real de que os apóstolos continuaram com a prática do lava pés, encontra-se em I Tm. 5.10 "... Se lavou os pés aos santos, ...". Como a viúva iria fazer uma prática estranha para ela? Aconteceu que a igreja continuou na obediência do mandamento, ela (viúva) estava na comunhão perfeita com os santos, pois só lava os pés depois de participar da ceia do senhor.
Este é um mandamento muito claro e, se é para ter parte, qual será a parte daquele que não o praticam? É um mandamento obedecido nos TEMPOS DA RESTAURAÇÃO.

Extraído do Livro:O QUE É OBRA EM RESTAURAÇÃO?Autor: Pr. Samuel Alves de ArrrudaMaanaim Editora – 1995 – 1.ª ed, p. 27-28.